28|04|2016 - 28|05|2016.

Exposição Individual Flammarion Vieira.

flammarion vieira

Em 1999, cursou desenho na  "Scuola Leronardo da Vinci"  em Florença, deu strat em trabalhar com o design de jóais e objetos de adornos. Foi realizador do BSB Design Jóais. Responsável pela criação da marca Clube Café, leva conceitos variados para acessórios e outras peças de design, inspirado a partir da valorização de uma rede de pessoas com atitude e bom gosto dentro de um mundo marcado pela globalização, valorizando a cultura local e identidade únicas e autênticas. Clube Café é uma referência de experimentação, beleza e arte padronizada. 

31|05|2016 - 11|06|2016.

Ménage á Trois: Paris, São Paulo, Budapeste.

fabiolla loureiro

Influenciada não só pela fotografia  no Brasil, mas também por uma série de intervenções americanas e  europeias (Cartier-Bresson, Robert Carpa, Brassai, Steve McCurry), ao período antes da Segunda Guerra Mundial e também pela fotografia  de rua,  Fabiolla rapidamente estabeleceu seu estilo singular. Fotografando de forma espontânea pelas ruas de muitos países, tendo como mote a loucura e caos da vida urbana, construiu sua própria linguagem fotográfica desde 2010.  

31|05|2016 - 11|06|2016.

Ménage á Trois: Paris, São Paulo, Budapeste.

fabiolla loureiro

Menos de uma década depois do ínicio de sua carreira, tem o desafio de sua primeira exposição,  Ménage á Trois: Paris, São Paulo e Budapeste. A escolha destas três cidades veio pelo fato de que fazem parte da vida de Fabiolla de formas diferentes e cada uma com sua própria individualidade. A mistura das três é um reflexo dela mesma. Esta exposição significa mostrar-lhe o que ela sentiu e dizer-lhe através de suas lentes, a paixão que ela sente. 

31|05|2016 - 11|06|2016.

Ménage á Trois: Paris, São Paulo, Budapeste.

fabiolla loureiro

A mistura das três é um reflexo dela mesma . São Paulo, a cidade onde vive, o caos de cada dia, os altos e baixos. Paris, uma cidade que tenta incluir em seu roteiro cada vez que vai a Europa.. A cidade que traz a memória de uma época que não viveu, que remete a idade de ouro da humanidade, os anos 30. Budapeste, a rainha do Danúbio, uma cidade  que surpreendeu. O passado e o futuro juntos em uma mistura de emoções traduzidas em imagens personalizadas. Esta exposição significa mostrar-lhe o que ela sentiu e dizer-lhe através de suas lentes, a paixão que ela sente.

12|07|2016 - 23|07|2016

Exposição Individual: Arthur Tuco.

arthur tuco

Estudante de Arquitetura e Urbanismo (Fau - Mackenzie) designer,  aspirante á musico e fascinado pelo auto-conhecimento através da arte. Motivado por um constante desejo de criar e materializar suas idéias , iniciou a produção do trabalhos artísticos de maneira consciente no ano de 2010, produzindo zines com publicações independentes; lambes e stencils. Em 2011, ingressou no curso de Arquitetura , o que o instigou a entender cada vez mais os processos de construção de ideias, bem como entender as suas vontades e necessidades de expressão. Em 2013, participou de uma residência  artística na "Casa Amarela" que resultou em um zine poético chamado (Zinestesia). 

09|08|2016 - 20|08|2016.

Exposição individual: Charles Chaim.

charles chaim

Chaim  atuou em alguns grupos amadores como ator e cenógrafo. O trabalho com a cenografia impulsionou seu interesse pelas artes plásticas. Sua primeira exposição foi também um alerta sobre como utilizar melhor nosso lixo. Trabalhando com colagem e pintura usou embalagens de pizza para homenagear a sétima arte. As experimentações artísticas continuaram com outros materiais recicláveis. Nas mãos do artista caixas de sapato se transformam em oratórios religiosos e sacolas de papel em painéis coloridos. Há quinze anos começou a pintar telas. Apaixonado pela cultura de massa, Chaim encontrou na pop art o caminho para se expressar. Os retratos, os preferidos do artistas, lhe  renderam importantes exposições em Brasília, São Paulo, Paris e New York. 

28|06|2016 - 08|07|2016.

Exposição Individual: Caio Jacques

caio jacques

"Cheguei em São Paulo sem saber define ser uma Drag Queen. Trabalhando em um hostel, fui jogado dia a dia de uma, encontrando durante  as manhãs Luis e de noite, uma outra personalidade, a Mina. Me impressionava tanto que eu queria saber o que acontecia entre estes dois carácteres. Tive a oportunidade de documentar com a minha  câmera  a  transformação que faz de Luis_mina, de um homem a uma mulher. A transformação de uma artista, Mina de Lyon, que viaja entre os gêneros." 

ANDREUS GALERIA | 

rua Nestor Pestana, 109                                    CNPJ: 28.978.694/0001-55

SÃO PAULO SP BRASIL 01303-010

TER-SEX: 10H AS 18H. SÁB: 11H-16H.

TEL: 11 3258 1507/ 11 98977 1873 

email: curadoria@andreusgaleria.com

email: mariana@andreusgaleria.com

  • Facebook
  • Instagram